A "Vida" existente neste livro pode mudar a sua trajetória com Deus.

A "Vida" existente neste livro pode mudar a sua trajetória com Deus.
Você pode adquirir o livro pelo tel:021-7606-6263 ou e.mail:estrutura.religare@hotmail.com

Semeador e solo

1 comentários - Post a comment

Uma das formas que Jesus serviu-se para comunicar seus ensinamentos aos seus seguidores foi a utilização de parábolas, que nada mais é do que a aplicação de uma linguagem figurada para explicar uma realidade espiritual. Ele usava situações reais e corriqueiras do povo para, dentro disso, tirar uma lição espiritual.
As parábolas têm uma importância tremenda para aplicação na vida de cada cristão, isso porque a Bíblia é um livro altamente atualizado e merecedor de todo crédito por parte da Igreja do Senhor Jesus.
Percebemos que no universo de 31 parábolas, somente quatro parábolas se repetem nos três Evangelhos – Mateus, Marcos e Lucas – sinóticos, são elas:
Luzeiro debaixo da cama - Mt. 5:15, Mc. 4:21 e Lc. 8:16
Remendo – Mt 9:14, Mc 2:18 e Lc. 8:4
Semeador – Mt. 13, Mc. 4 e Lc. 8:4
Grão de mostarda – Mt. 13:31, Mc. 4:30 e Lc. 13:18
Não temos uma explicação exata para tal fato, mas percebemos pelo caráter das parábolas a importância das mesmas para estabelecer fundamento na vida cristã. Daí, porque deveríamos dar um pouco mais de atenção aos preceitos contidos nelas.

Ao longo da Bíblia, vemos que Deus nos deixou algumas ordenanças, das quais não podemos nos esquivar. Por exemplo: é uma ordem de Deus sermos santos como Ele é santo (Lv. 11:44 a – "Porque eu sou o Senhor vosso Deus; portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou santo" e 20:7 – "Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus".). Não significa que nunca mais poderemos pecar, mas sim que deveremos buscar santificação para nossa vida (separação das práticas mundanas e consagração da nossa vida à Deus). Vale lembrar o que diz Hb. 12:14: "Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,"
Outra ordenança de Deus para a Igreja é irmos por todo mundo e pregar o Evangelho, anunciar a salvação oferecida gratuitamente por Deus, através de Jesus Cristo, a todos quantos crêem (Mc. 16:15 – "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura")
Pois bem. Considerando que a parábola do Semeador está diretamente ligada à responsabilidade do IDE que Jesus lançou sobre sua Igreja, tomemos como uma ordenança de Deus para nós e nos apliquemos em cumpri-la.
Entendido isso, gostaria de meditar com você sobre a importância de sermos semeadores (ir e pregar o Evangelho) mas também solo (receptor da semente).
Semente => Palavra de Deus
Semeador => Nós
Solo => Coração
Os campos da Palestina eram pequenos e irregulares, marginados por pedregais e caminhos estreitos e endurecidos pelo constante pisoteio, e ao lançar as sementes (o semeador fazia isso com largos lances de sua mão) algumas rolavam e caiam em meio às pedras, outras ficavam sob o sol quente e queimavam ou eram pisadas por quem passava.
Porque Jesus propôs essa parábola?
Porque os ensinos de Jesus (que produzem vida eterna) enfrentavam dois grandes problemas naquela época.
1º - A forte resistência dos escribas e fariseus que influenciavam o povo a não receber as boas novas pregadas por Jesus.
2º - A popularidade de Jesus como pregador e realizador de milagres, atraía a multidão (13:2), que se reunia à sua volta para ouvi-lo e receber as bênçãos (milagres) mas, infelizmente, se limitavam a ouvir sem deixar seus ensinos transforma-los.
Jesus estava confrontando aquele povo e convidando-o a produzir frutos de transformação pela Palavra pregada.
E hoje, como se aplica em nossa vida?
Como dissemos acima, a Bíblia é completamente atual e merecedora de toda aceitação, e por isso a parábola do semeador nos propõe dois confrontos: IR a semear (semeador) e PRODUZIR frutos de transformação (solo).
De nada valerá conhecer a Palavra de Deus se não permitirmos que a mesma palavra produza em nós transformação.
Deus tem reservado para a Igreja dEle um caminho sobremodo excelente, reservado àquele que se abrir para uma transformação genuína em seu interior, seu caráter, seus sentimentos, sua mente e conceitos ...
Queridos, Deus deseja ardentemente que você viva uma vida plenamente cheia da Sua Glória, significa dizer vida sarada, sem ressentimentos, sem complexos, sem traumas, livre das amarras do pecado. Isso é plenamente possível a medida em que você permitir o Senhor trabalhar livremente em seu interior, arrancando as ervas daninhas e fazendo florescer uma nova vida.
E ao provar dessa vida, deseje compartilhar com outros as grandes maravilhas de Deus – semeie.
Deus te abençoe ricamente.
Pra. Flávia Nogueira.

 
This Post has 1 Comment Add your own!
OB. MAURO SILVA - 21 de março de 2008 13:02

QUE DEUS DERRAME MUITA UNÇAO SOBRE A IGREJA EVANGÉLICA RELIGARE. EM NOME DE JESUS. QUE 2008 SEJA UM ANO DE COLHEITA E FORMAÇÃO DE OBREIROS PARA ESTA OBRA POSSA ABRIR E IMPLANTAR NOVAS CONGREGAÇÕES PARA HONRA E GLÓRIA DO SENHOR.

Postar um comentário